fevereiro 10, 2018

Amar é Comportamento

Amar é comportamento por que amar se aprende! Esta é a proposta que este livro apresenta. O título do livro é uma palestra que tenho trabalhado nos últimos anos, e neste caso da palestra, trabalho especificamente o que apresenta aqui no capítulo IV. Evidentemente que a palestra é apresentado de forma bem focal, já o conteúdo do capítulo IV, o assunto é distribuído de forma mais detalhada. A proposta do livro é oferecer um conteúdo bíblico ao seu título, considerando que a palestra temática, foco apenas aspectos do amar como sendo comportamento, como construção social.

Não tive nenhuma preocupação de fazer uma exposição que se articula em total dependência entre capítulo e tópicos. O conteúdo se vincula, certamente, todavia, não por um único canal, mas por canais interdependentes. Desta forma, se o leitor de “Amar é Comportamento”, ao ler determinado tópico, desejar fazer uso do mesmo em uma aula ou palestra, por exemplo, será fácil fazer isto, sem que o assunto fique fora de contexto.

Acredito que um dos nossos grandes problemas, no que diz respeito as relações amorosas, é pressupormos que o amor já está dentro de nós, como por inatismo. Embora tenhamos a base neuropsicológica onde os nossos estímulos  ambientais são recepcionados e transformados em ação, como dito, é preciso que a pessoa esteja imersa no contexto social para que o “seu neuropsicológico” responda. Por outro lado convém dizer que o “comportamento” não é uma entidade “solta” no espaço social que “vai entrando” nas pessoas; o comportamento é um processo de interação entre a pessoa e o meio social que ela vive; e quando se fala em “o” comportamento, tem-se por parâmetros a dinâmica do processo, pois, em termos gerais e práticos, temos uma variedade de comportamentos, a considerar pessoa a pessoa, momento a momento, situação a situação, interação a interação.

Este livro é um convite a um exercício: que amar se aprende. É possível, e é possível porque amar é uma escolha; é uma decisão. Desta forma, o livro trata de processos padrões, não entrando em questões específicas no escopo da dinâmica do comportamento. E, sobretudo, porque o pano de fundo para toda argumentação da tese do livro – amar se aprende – é feito do lugar bíblico. E o texto bíblico é um texto que, em grande medida nos convida para trilharmos pelo caminho da renúncia.

Portanto, caro leitor ou leitora, este é um livro revelador! Desejo que sirva para algo. Pensar no assunto já é um avanço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

0

Your Cart